Páginas

terça-feira, 12 de junho de 2012

Despedida

Nunca tive talento para despedidas. Nunca soube como dizer adeus sem deixar alguém triste. Deve ser a tarefa mais difícil desta nossa existência. O momento do adeus é deprimentemente chato, devem-se medir as palavras, saber o que dizer para atenuar o sofrimento e as tristezas. Tudo deveria ser mais fácil se não houvesse necessidade de despedidas, se nunca precisássemos dizer ‘adeus’.


Fico imaginando se não existissem despedidas, se apenas nos afastássemos e não relatássemos os motivos, nem mesmo deixássemos as pessoas a par da situação, de nosso afastamento. Talvez fosse melhor, talvez possibilitássemos com isso um resquício de esperança, um pouco de fé de que não acabou, de que aconteceu alguma coisa, de que não, ele não foi – se ele tivesse ido, teria dito adeus. Talvez seria pior se não nos despedissemos. A fé e a esperança são ótimas, mas saber que está alimentando a fé de alguém em algo que já acabou deve ser pior que dizer adeus.


Falo tudo isso porque este é o último post do blog. Até aqui foram 189 postagens, 118321 visualizações únicas, 1 ano, 10 meses e 7 dias. Até aqui foram textos incrivelmente mal escritos e horrorosos, textos inteligentes e originais, textos emocionantes e felizes, textos chatos e absurdamente equivocados. Até aqui foram 487 comentários, 176 seguidores. Até aqui foram quatro autores, quase cinco, sendo que só dois que continuaram até hoje. Muita coisa rolou neste nosso recinto.


Acho difícil dizer que este é um blog pouco povoado, que é mais um blog idiota na internet. Sei que nunca chegamos – e dificilmente chegaríamos – ao nível dos blogs mais acessados da web, aqueles que acumulam milhões de seguidores, milhões de postagens, fama e sucesso. Sei também que tiveram comentários que até hoje me marcaram, conversas com leitores que até hoje estão em minha mente, que me alegraram.


Sim, isso é uma despedida. Deste blog. Não nos hospedaremos mais no blogger, não seremos mais o “Monólogos Escritos”, mas continuaremos escrevendo (e mais outras coisas) para a internet. Aguardem. Simplesmente o blog mudará um pouco. O formato ainda não foi discutido, mas vocês logo saberão. Quem nos acompanhou desde o início, ou mesmo desde a semana passada, ou mesmo quem pesquisou “monólogos” no Google e clicou em nosso blog, acesse e curta a nossa página do facebook e aguardem. Vocês não vão se arrepender.

Nenhum comentário:

Postar um comentário