Páginas

sábado, 20 de novembro de 2010

Aborto

Antes de mais nada, eu afirmo que eu, REBECA W.MOZKOWIZ (@rebeca_brasil) sou a favor do aborto, essa é a minha opinião...
Porque eu sou a favor do Aborto? Mulheres engravidando cada vez mais cedo... Mães já aos 12 anos, filhos frutos de estupro...
A legalização do aborto é reconhecer o direito de mulher em escolher uma questão do seu corpo. Apesar de eu ser a favor do aborto, eu seria contra a realização, mas não deixaria de respeitar o direito da mulher em decidir, mas tenho uma opinião inflexível sobre esse assunto tão delicado que envolve tantos fatores. Essa é uma decisão pessoal da mulher, não cabe nem o governo, partidos ou igreja.
Vivemos em um país "democrático" e acredito que somos livres para exibir nossas opiniões no quesito fé e religião. Por isso, não existe religião que possa impor o direito de legislar sobre o tema. A mulher, vítima de estupro, deve decidir se quer ou não levar a gravidez e ser mãe de um homem nojento que existe por aí... Acredito também que cabe ao governo investir em métodos anti-concepcionais, e proporcionar segurança às mulheres. O que eu acho muito engraçado são as igrejas. Elas proíbem que a mulher faça o aborto, mas também não ajudam a "fiel" com a criação da criança. Não é a igreja que vai ter que cuidar da criança, não é a igreja que sofreu o estupro, nem os partidos, nem o governo. Com a legalização do aborto não significa que qualquer aborto será legal, terá casos e casos. Eu pesquisei e descobri alguns motivos pra ser a "favor do aborto".
O fato de uma menina der forçada a estar preparada e mudar de criança à mãe... É uma situação complicada, uma criança cuidando de outra criança. Não há como sustentar a criança desse jeito. Muitas vezes um caso desses acaba em a "criança" sendo mãe solteira, sem o pai da criança (por motivos óbvios). Se a "mãe" é pobre, terá mais dificuldades ainda, pois terá que sustentar a família e a criança. Enfim, se a lei fosse aceita, tantas mulheres não iriam morrer vítimas dos descuidos das pessoas que fazem abortos ilegais.
Eu não era a favor do aborto, até que um dia minha amiga se encontrou em uma situação complicada, se envolveu com um cara mais velho, eu a vi grávida, sem condições e ela se sentiu obrigada a levar a gravidez a frente pois condenava o ato.
Enfim, não julgue a atitude, nunca se sabe o dia de amannhã!


Ass.: @rebeca_brasil

32 comentários:

  1. Como você mesma disse, isso é uma questão pessoal de cada um.
    Conheço uma mulher que foi estuprada e não fez aborto, hoje sua filha está com dezoito anos, linda, trabalha, estuda, contribui para fazer do mundo um lugar melhor. Imagine se ele tivesse feito um aborto.

    ResponderExcluir
  2. Primeiramente Parabéns pela coragem de expor um tema tão polêmico... Você deu sua opnião o blog é seu lugar de colocar suas idéias, nós leitores temos também a vantagem de poder comentar...
    Então minha opnião... Sim devemos ter direito sobre nosso corpo... e o feto? não tem direito sobre o dele? Porque desde o momento em que a mulher se submete a esse método (para se livrar do feto a qualquer custo) ela também poe em risco a sua vida, sem contar o modo como é feito o procedimento, muitas vezes o feto é multilado, envenenado, cortado em pedaços... Porque esse ser que não pediu pra nascer, que é inocente, que não tem conciencia, não teria direito sobre seu proprio corpo? Sou totalmente contra, se a mulher é estruprada, um dia após o estupro ela pode tomar a pilula do dia seguinte, para EVITAR a gravidez, Se ela é casada e não tem condições de comprar remédio ou camisinha, pode ir até um posto de saúde e receber de graça.
    Questão de responsabilidade... Fez o filho. ASSUMA AS CONSEQUENCIAS... Na hora de fazer ninguém pede ajuda...

    ResponderExcluir
  3. Nossa, surpreendente. isso é um assunto muito polemico, e nisso tudo acaba misturando religião, ciencia, sociedade. uma pessoa que passa por isso fica muito mal, sem saber o que fazer

    ResponderExcluir
  4. concordo com você. mas como voce disse há casos e casos.
    bj. http://thinkzap.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. ** admin (lgr2k90 **

    ** respondendo ao comment (Ƹ̡ӜƷGizƸ̡ӜƷ) **

    Não sou quem fez o post, mas sou amigo da @rebeca_brasil...
    Acho que ela comentou mais sobre as pessoas que são estupradas e, por causa deste trauma, abortam.É dificil falar de assuntos como este, então acho que não deve-se julgar uma opinião como esta.

    ResponderExcluir
  6. sim aborto é legalizado quando estupro ou risco de morte.agora outra coisa é legalizar "a vontade" .vc teve relação não se previniu..to gravida.perai vo la abortar.ai passa um tempo de novo não se previniu,perai vo la abortar!A igreja proibe o aborto..se a pessoa tem fé ela vai saber o que fazer!Aborto é serio.o corpo num é brinquedo!Parabéns opinião expressa pra vc e pra mim.

    ResponderExcluir
  7. aborto é asassinato, é comprovado que logo apos a fecundação o "feto" JÁ TEM VIDA.

    ABORTO é igual a matar uma pessoa na vida. Se legalizar o aborto este bando de mulheres VAGABUNDAS de hoje em dia vao cuspir um filho pra fora a cara 2 meses.

    ResponderExcluir
  8. Nossa, que confusão. Vc é ou não a favor do aborto? Casos e casos? A legislação brasileira já protege crianças e mulheres vítimas de estupro, também quando a mãe corre risco de morrer. O que falta no Brasil, em relação ao aborto, é de bebês anencéfalos. Em todos os outros casos, é assassinato simples, puro e injustificável. A mulher tem direito sim a decidir sobre o próprio corpo, ao escolher se prevenir de doenças sexualmente transmissíveis e gravidez indesejada. Nos demais casos, a lei brasileira é uma mãe.

    ResponderExcluir
  9. A mulher brasileira tem que sair às ruas, queimar sutiã, protestar frente ao Congresso por melhores condições de vida, trabalho, justiça social, educação, saúde, segurança. Não exigir aborto de graça na rede pública... Não conheço mãe pobre que tenha pensado em abortar um de seus filhos. Conheço sim mulheres que não se preocupam com o SEU PRÓPRIO CORPO cruzam com qualquer um, engravidam vezes seguidas e abortam. A lei brasileira garante à mulher violentada medicação contra gravidez indesejada e doenças sexualmente transmissíveis, incluindo a aids.

    ResponderExcluir
  10. Concordo totalmente com a Carolina Moura. Ia dizer o mesmo.

    Pior de tudo é a cara de pau de algumas meninas de dizerem que tinham vergonha de comprar ou pegar em postos camisinhas. É, mas vergonha pra procurar uma clinica abortiva não tem né?
    Ficar grávida hoje em dia ainda jovem é burrice, pura e simplesmente.

    O Brasil tem essa mania de em vez de corrigir o comportamento torná-lo aceitável. Exemplo claro foi o enem, onde ninguém podia usar lápis e borracha, apenas caneta preta porque uns e outros idiotas marcavam o cartão a lapis. affe, o brasil estimula a burrice das pessoas

    ResponderExcluir
  11. Lembrando que o direito ao próprio corpo todo ser humano tem, mas com restrições. Ninguém pode, por exemplo, se ferir intencionalmente, senão será processado. OK. Eutanásia e auxílio ao suicídio também são crimes. Ética, moral e humanidade transcende a religião. A humanidade já banaliza tanto a vida, imagine institucionalizando o infanticídio? Matar pessoas não é a solução dos problemas sociais.

    ResponderExcluir
  12. E ainda bem que sua amiga engravidou. Já pensou se contrai aids. Seria impossível abortar, né. Mesmo assim, não pensou em aborto. Pobreza não é empecilho para se ter uma família.

    ResponderExcluir
  13. A partir do momento que existe uma vida dentro de você, a mulher não tem mais esse direito sobre seu corpo... sou contra o aborto em qualquer caso... a vida é mais importante que tudo...
    Lembrando, Machado de Assis foi fruto se estupro.
    abs a todos

    ResponderExcluir
  14. ** admin respondendo **
    Gostei da opinião da Carol Moura...
    Gostei também do post da minha co-autora, Rebeca Mozkowiz...
    É um assunto polêmico, tão polêmico que fica dificil julgar sua opinião...
    Mas entendo que a Rebeca expôs o que ela sabia e o que ela pesquisou. E que não fiquemos com o nosso chato discurso "ctrl c" de tudo no mundo e criemos nossas próprias opiniões.
    Pois tem gente aí que tá falando o que todos falam... Coisas sem base... Idéias Preconcebidas... Mas isso já é assunto para um outro futuro post... rsrsrs

    ResponderExcluir
  15. Primeiro me diz, O que é a vida? pra ela ser tão defendida assim? nosso mundo é imundo, nossas vidas um caos. Temos mais de 7bilhoes de pessoas vivas no mundo. E voces ainda querem trazer mais. É necessario urgentemente, para o bem da natureza, do mundo, das pessoas, uma redução populacional critica. Sou totalmente afavor ao aborto não só nesse ponto, mas em vários outros. Nos reproduzindo assim, só estaremos caminhando a desevolução.

    ..postarei como anonimo, pois sei que vários aqui serão contra minha opinião, irao me cruxificar e blablabla, evitarei meu nome aqui

    ResponderExcluir
  16. realmente o que se é necessário fazer
    é as pessoas terem consciencia dos seus atos
    e o que eles podem provocar..
    idependente de classe ou religião
    as pessoas tem que ter cautelas
    vivemos num mundo globalizado
    onde temos um mundo de informações ao nosso alcance ou não depende...

    como evitar tudo isso

    PREVENÇÃO...

    se pensarmos antes..
    concerteza não agimos depois..

    ResponderExcluir
  17. Sou contra o aborto em todas as vertentes. Ninguém tem o direito de matar uma vida, seja qual for o motivo. Se não quer engravidar use camisinha ou qualquer método anti-conceptivo. Se foi estuprada, ou qualquer que for a situação... não quer o filho? doe ainda qdo ele estiver na barriga, isso pode ser feito e é legal. Vc será acompanhado pela instituição e a criança será retirada de vc assim que nascer.

    Aborto é ASSASSINATO.

    ResponderExcluir
  18. Essa é uma questão extremamente complicada e não tem mais o que ser discutido, não importa o que falem sempre será a mesma coisa. Pontos de vista diferentes sempre existirão e não podemos mudar isso, Uns defendem o aborto por motivos populacional,financeiro,estupro,risco de vida, irresponsabilidade, entre inúmeros motivos que existem para 1 aborto . Outros são contra o aborto pelo direito da vida, crença divina, brutalidade , "irresponsabilidade".


    Expressar a opinião simplesmente não vai ajudar em nada, não que isso não seja o certo ou que você seja insignificante ou algo do tipo, é que as coisas são tão complicadas e cansativas que você chega ter 1 certo tipo de repugnância por esse tipo de assunto.

    Política:

    Esse é o real motivo das coisas estarem assim, você deve esta pensando " - Pronto. mais um discurso de uma pessoa que culpa a política por tudo de CATASTRÓFICO que existe nesse país". Errado, só digo isso é porque tudo leva a POLÍTICA nesse país, a maioria das coisas poderiam ser evitadas e não aconteceriam ASTRONOMICAMENTE se a política fosse correta. Bom não vou entrar em detalhes, todos conhecem os motivos de tantas pessoas estarem grávidas nesse país. O que realmente tem que acontecer é uma revolução moral, ética e psicológica do Brasil.

    Sou a favor do aborto por estupro e quando a mãe corre o risco de vida. Ótimo sou a favor da lei como está, acho que acrescentaria o que uma pessoa falou a um comentário atrás em crianças menor que 15 anos. Não se pode culpar crianças de 15 anos das suas travessuras, não é justo culpar as crianças por descuidos de seus pais, não lhe dando apoio, não conversando, entre outros motivos e o governo ? onde fica nessa história também tem sua parcela de culpa, mas não vou citar agora.

    Um Estupro seguido de gravidez, muitas pessoa dizem que tem a fila da pílula seguinte, mas se você sofrer 1 estupro você vai realmente se lembrar de 1 pílula ? Depois da agressão que você recebeu ? da sua violação ? você acha sinceramente que isso vai acontecer ?


    Diante do abalo psicológico desta pessoa, acho que ela só vai lembrar da pílula 3 a 4 dias seguintes, ai é tarde não ? " não etou muito bem familiarizado com essas pílulas de hoje em dia.

    Pra esses casos " Legalizado "



    Agora questão estética ? nem discussão tem.

    Quando você é adulto você deve pagar por sua irresponsabilidade



    é acho que acabou.

    ResponderExcluir
  19. Aborto legalizado dependendo da ocasião
    Se for legalizado pra tdo, vai ter um monte de menina ai abortando pq engravidou do namorado, ou entao sai com um, com outro e mal sabe quem é o pai e nao quer ter o filho...
    Pra mim soh quando eh estupro ou o feto tem problemas...

    ResponderExcluir
  20. Polêmico sim.
    O aborto defendido com direito da mulher ao seu corpo, óbvio!
    O estupro é uma violência contra a mulher daí vem o trauma e a justificativa do aborto.
    Na tentativa de "consertar" uma situação envereda-se por outra, o aborto é uma violência contra a mulher (Dilma Roussef), e contra a criança que está no meio desta história?
    Se o estupro é uma violência, o aborto é ainda mais!
    Crianças são crianças...
    wcamy@bol.com.br

    ResponderExcluir
  21. Leia esse texto e veja seus argumentos descerem ralo abaixo:

    http://criticanarede.com/aborto1.html

    ResponderExcluir
  22. acredito que as leis brasileiras sejam hipocritas

    tornam a gravidez uma OBRIGAÇÃO, e não um ato de direito,de amor, como deveria ser

    gravidez deveria ser um direito,uma opção, nunca uma obrigação :(

    ResponderExcluir
  23. Feministas alegam o DIREITO sobre o próprio corpo, para interromper a gravidez. Trata-se de sofismo, afinal, a mãe escolhe o que faz consigo mesma, não lhe cabendo decidir, como se fosse Deus, acerca da vida ou da morte do ser que abriga no útero.

    O feto é um corpo distinto daquele que o acolhe, não se confundindo com ele. O cordão umbilical é um elo entre DUAS vidas, não uma autorização para um homicídio pré-meditado.

    De fato, a mulher possui o direito sobre o próprio corpo. É ela quem escolhe, VOLUNTARIAMENTE, se terá relações sexuais. Pode decidir se correrá o risco de ser fecundada, mas não de aniquilar a vida fruto dessa fecundação. Ora, se ESPONTANEAMENTE optou por isso, deve, como adulta que é, assumir as consequências. Por covardia, preferem abortar.

    Seu grito é emudecido, mas Deus ouve o choro deles. Marcela o reilly

    ResponderExcluir
  24. oreilly, por acaso vc sabia que nenhum método anticoncepcional é 100% eficaz? (nem mesmo a laqueadura tubária ou a vasectomia, mesmo estas tem falha ao redor de 0,6%)


    então, na sua concepção, para não engravidar, é melhor não praticar sexo?

    ResponderExcluir
  25. as pessoas acham que só engravida quem quer, mas não é assim, primeiro pq nem todo mundo tem acesso e informação a camisinha, pilula etc (principalmente população pobre). Segundo que nenhum método é 100% seguro, a camisinha pode furar e a gente nao ver, por exemplo...e ainda há várias situações que por mais absurdas que as pessoas achem podem existir...por exemplo, a mulher está num acampamento, longe de tudo, a camisinha fura, nao tem como ela comprar a pilula do dia seguinte, nao tem como ela voltar pra ir numa farmacia e ae?vai ter q ser mãe obrigada?só pq algumas pessoas acham q é errado abortar...acho as pessas não devem cuidar do útero alheio!!!e muito menos crucificar quem já fez aborto!!!

    ResponderExcluir
  26. nada de novo no post, sensação de dejavu!

    ResponderExcluir
  27. Credo existem pessoas nesse mundo que são a favor do aborto!
    por isso que o mundo está deste jeito!
    se acham certo exterminar uma vida.. o que dirá do resto?
    LAMENTÁVEL!

    ResponderExcluir
  28. quem está grávida e desesperada vai fazer um aborto sendo legal ou não, a legalização não vai aumentar o número de mulheres que fazem isso de forma clandestina, só vai fazer com que as várias mulheres parem de morrer por causa de erros que acontecem em clínicas aonde a falta de higiene e cuidados é evidente.

    ResponderExcluir
  29. O assunto aborto é extremamente complexo. Isso porque há nítido confronto de valores (jurídicos, sociais, morais, etc). Com efeito, a legalização do aborto, em um País como o nosso, penso eu, não seria um caminho viável. Inclusive, acredito que isso não acontecerá tão cedo (se é que vai acontecer algum dia). Digo isso porque, hoje, o tema em pauta no mundo jurídico é "aborto de feto anencéfalo".

    Sobre o tema, escrevi em meu Blog:

    http://direitoleigo.blogspot.com/2011/07/abordo-de-feto-anencefalo-e-crime.html.

    Neste cenário, há uma discussão "infinita" quanto ao tema.

    Em poucas palavras, discute-se hoje no Supremo Tribunal Federal se é crime ou não o aborto de feto anencéfalo (trata-se de feto com ausência de parte do cérebro que, raramente, alcança meses de vida).

    Então, em minha opinião, se ainda existe uma enorme discussão quanto a não criminalização do aborto de feto anencéfalo, longe estamos de discutir a questão do aborto de fetos saudáveis no âmbito legal.

    ResponderExcluir